Gente que não tá nem aí para o frio


De bermuda e biquíni em pleno inverno, essa galera não tá nem aí para o frio e neve reinantes.

Continue lendo...

Mulheres que beberam além da conta


Classe, elegância e auto-controle, não são exatamente vistas nestas fotografias de gatas que beberam além da conta. No dia seguinte, talvez, só reste a vergonha.

Continue lendo...

Cães que não dispensam uma pizza


Quem não gosta de uma boa pizza? Todo mundo, inclusive os animais, como podemos ver nas fotos desses cães tiradas pelos seus donos.

Continue lendo...

O poderoso Gavião-real


A harpia (Harpia harpyja), também chamada gavião-real, gavião-de-penacho, uiruuetê, uiraçu, uraçu, cutucurim e uiraçu-verdadeiro, é a mais pesada e uma das maiores aves de rapina do mundo, com envergadura de 2,5 metros e podendo pesar até 10 quilos.


Seu habitat principal são as florestas tropicais e a espécie se dispersa geograficamente do México à Bolívia, na Argentina e em grande parte do Brasil, notadamente no Amazonas, vivendo em árvores altas, dentro de vasta mata, onde constrói seus ninhos.


As harpias, como as águias em geral, são monogâmicas, unindo-se por toda a vida. Elas fazem ninhos em árvores muito altas de até 40 metros de altura. O casal dá uma cria a cada dois ou três anos. As fêmeas depositam um ovo ou dois, mas, caso ambos os ovos sejam incubados com sucesso, em condições naturais somente o primogênito sobrevive, já que o filhote maior invariavelmente matará o menor.


Sua alimentação é composta de animais de porte médio, como aves, macacos, preguiças até macacos maiores, como o bugio. Elas caçam pelo menos 19 espécies de animais, 16 das quais arborícolas.




Fonte: Wikipédia.
Continue lendo...

Essa gente um tanto bizarra #2


Independente da intenção dessas pessoas ao criar estas cenas, as imagens ficaram engraçadas e bizarras.

Continue lendo...

As festas na Rússia não são para amadores


As bebedeiras à base de vodka são famosas na Rússia, onde o alcoolismo é comum. Certa vez ouvi um russo alegar que a vodka ajuda a esquentar o corpo em temperaturas de 40 graus negativos.












Continue lendo...